Azure File Share no SQL Server – [4] Windows Credential Manager

Post 4/5. Este post é parte da série: Azure File Share no SQL Server
Tempo de leitura estimado: 3 minutos

Este é mais um post da série sobre Azure File share. O objetivo desta série é mostrar como mapear, de uma maneira mais prática e segura, caminhos de redes disponibilizados através do Azure file share, que, como já visto anteriormente, são iguais quaisquer outros caminhos de rede. Ou seja, além de Azure, o que você tem visto na série, e o que verá aqui, também serve para caminhos de rede normais do seu ambiente.

Neste post, vou te mostrar a peça chave deste quebra-cabeça e que faz toda a diferença para resolver este problema: Como você protege as informações de autenticação no share?

No caso do Azure file share, a senha para acesso é a account key da Storage Account, que é um dado extremamente poderoso e, se roubado, pode trazer alguns danos financeiros e nos seus dados que estão no Azure. Por exemplo, alguém poderia deletar seus arquivos ou iniciar uma tráfego que poderia consumir uma banda significativa.

Vamos lá…

O Windows possui uma espécie de cofre de credenciais. Você acessa ele digitando Credential Manager ou Credenciais (no Windows em português).

Com este recuso, você pode adicionar credenciais para variados serviços , como file shares, sites, etc., e o no momento em que precisar acessá-los, você não precisa especificar nenhuma senha! O Windows se encarrega de acessar e “botar a senha para você”. Estes dados são criptografados pelas chaves da conta de usuário que está acessando esta feature.  Ou seja,  para ganhar acesso, você precisa, no mínimo, ter a senha da conta…

No caso do Azure File Share, eu poderia adicionar as credenciais desta maneira:

  1. No menu iniciar, digite Credential Manager ou Gerenciador de Credenciais
  2. Clique em Windows Credentials
  3. Clique em Add a Windows Credential
  4. Em internet or network address coloque o endereço da sua storage account, sem https e sem o nome do share.
  5. User Name é o nome do usuário, que no caso do Azure file share, é o nome da storage account
  6. Password é a key da conta! (qualquer uma das duas)

E tcharan: Você pode acessar diretamente sem precisar digitar usuário e senha:

O Windows também vem com um ferramenta em linha de comando para que você adicionar credenciais para a store. É a cmdkey:

E como isso se encaixaria no mundo do SQL Server? Afinal, as credenciais salvas são por usuário, assim como no mapeamento tradicional que estamos acostumados.

Veremos no próximo post!

 

Fontes e Links Úteis

Navegue na série << Azure File Share no SQL Server – [3] Mapeamentos de file shares no WindowsAzure File Share no SQL Server – [5] Tudo junto! >>
Compartilhe este post!

Leave a reply

Your email address will not be published.